Seu navegador não suporta ou está com o JavaScript desabilitado, por conta disso, pode ocorrer falhas nesse site.

Representantes do Forcis reforçam pedido de desmembramento da região de Campinas

22/07/2020

Representantes de entidades da sociedade civil que participam do Forcis (Fórum Regional do Comércio, Indústria e Serviço de Jundiaí) assinaram uma carta para ser entregue ainda nesta quarta-feira ao Centro de Contingência São Paulo. O documento reforça o pedido já feito pela Prefeitura de Jundiaí ao Governo do Estado para o desmembramento das cidades da Aglomeração Urbana de Jundiaí (AUJ) do Departamento Regional de Saúde (DRS-11) Campinas, que está na fase vermelha do Plano SP.

A articulação para a ação foi iniciada ainda na última sexta-feira, após o anúncio do Governador João Dória em manter a região na fase vermelha, de restrição total do comércio. “A indignação é grande porque somos independentes de Campinas e com a nossa estrutura hospitalar temos capacidade de retomar as atividades”, afirma o presidente da Associação Comercial Empresarial (ACE) de Jundiaí, Mark William Ormenese Monteiro.

Além da ACE Jundiaí fazem parte do Forcis outras entidades da sociedade civil. No documento representantes de 11 entidades reforçaram as razões técnicas e motivos já usados pela Prefeitura de Jundiaí em ofício enviado ao Governo do Estado, entre eles, avaliação de indicadores de capacidade dos sistemas de saúde e da evolução da epidemia, estrutura do sistema hospitalar regional e autonomia de cada município para a adoção das estratégias e medidas de prevenção, controle e contenção de riscos à saúde pública, buscando evitar a disseminação da COVID-19.

O documento do Forcis ressalta ainda os motivos de fator econômico para a retomada do comércio nas cidades do AUJ, como a situação financeira das empresas, que é cada vez mais grave depois de quatro meses de portas fechadas; necessidade da manutenção do emprego e do atendimento presencial uma vez que nem todos os segmentos conseguem efetuar as vendas online ou por aplicativos.

Além da Associação Comercial, assinaram o documento: Bhouse – Instituto Business House,  CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas), Ciesp, Cont (Associação das Empresas de Serviços Contábeis), IAB AU (Instituto dos Arquitetos do Brasil/Núcleo do Aglomerado Urbano de Jundiai), ITIE (Instituto de Tecnologias de Industrialização das Edificações), Proempi (Associação das Empresas e Profissionais do Setor Imobiliário de Jundiaí e Região), SAJ (Sindicato dos Administradores de Jundiaí), Sescon/SP (Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas no Estado de São Paulo – Regional Jundiaí) e Sincomércio (Sindicato do Comércio Varejista de Jundiaí e Região).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *