Seu navegador não suporta ou está com o JavaScript desabilitado, por conta disso, pode ocorrer falhas nesse site.

Integrar ações é solução para segurança pública

12/04/2018

A integração entre as forças policiais pode ser a solução para melhorar os serviços na área de segurança pública. Esta foi a visão de representantes de órgãos ligados à segurança depois da visita à LAAD Security, realizada esta semana, no Transamérica Expo Center, em São Paulo. A comitiva, que reuniu representantes da Polícia Militar, Guarda Municipal e Consegs (Conselhos Municipais de Segurança), foi formada por iniciativa da diretoria da Associação Comercial Empresarial de Jundiaí (ACE Jundiaí) como parte do projeto de gestão em apoiar outras entidades, em parceria com o Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM).

O evento é apontado como a principal feira do setor de segurança pública e corporativa e reuniu mais de 80 marcas nacionais e internacionais da cadeia de fornecedores de equipamentos, tecnologia e soluções para esse setor, além de autoridades, especialistas e órgãos governamentais.

Segundo o conselheiro da ACE, Danilo D’Angelo, muitos produtos apresentados são de alto custo e difícil aplicação no município. Mas o contato com outros órgãos e a troca de experiências com setores de segurança outros municípios foi de grande importância. “A feira reuniu comandos da Polícia de todo o Brasil e foi muito positivo ver o entrosamento entre GM e PM.”

Andrea Bonamigo, presidente do Conseg Jundiaí Leste, disse que na feira teve a oportunidade de conhecer as novidades de materiais e armamentos. Mas o maior benefício da visita à LAAD Security foi perceber que o município está no caminho certo, integrando forças policiais, cidadãos e comércio. “A fórmula é a união.  Juntos podemos mudar a situação que o pais se encontra e podemos começar pela nossa cidade.

Danilo reforçou que esta integração entre as forças policiares e a iniciativa privada é importante para gerar ações que proporcionam a sensação de segurança na população, e consequentemente, o fomento ao comércio. “O fato de as pessoas sentirem-se seguras em sair na rua e visitar os centros comerciais reflete diretamente no aumento das vendas.”

Promover a integração de ações de comunicação, inteligência e operação de segurança, inclusive, foi um dos temas abordados durante a programação da feira, que resultou na assinatura de um pacto firmado entre Governo Federal e todos os estados da União, coordenado pelo ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann.

Presente na assinatura do pacto, o governador de São Paulo, Márcio França, considerou que o acordo é um avanço institucional. “Vai permitir uma integração entre os estados que hoje só é permitida por meio de convênio. Por exemplo: um cidadão comete um delito em São Paulo e está em trânsito por outro estado; a comunicação só pode ser feita se houver uma parceria formal firmada entre os dois governos. O pacto, como foi apresentado pelo ministro, desburocratiza o processo e facilita a relação entre os entes da Federação”, explicou.